O Times Higher Education World Ranking (THE – World)¹ iniciou-se em 2004, passando por melhorias e aperfeiçoamentos ao decorrer dos anos.  Seu principal produto, o Ranking Mundial (THE – World), englobou, em sua última versão (2020), 1000 universidades ao redor do mundo. 

Esse ranking avalia as universidades por meio da calibragem de 13 indicadores de desempenho, divididos em cinco grandes áreas: Teaching; Research; Citations; International outlook; e Industry Income[2].

Critério de Avaliação

Teaching representa o ambiente de aprendizado. O ranking THE-World avalia o ambiente de aprendizado da universidade, com um peso de 30% sobre a nota final do ranking, dividido nas seguintes subcategorias: reputation survey (15%); staff-to-student ratio (4,5%); doctorate-to-bachelor’s rate (2,25%); doctorate’s awarded to academic staff rate (6,0%); institutional income (2,25%).

Research representa a pesquisa da universidade. O ranking THE-World avalia o aspecto de pesquisa em volume, renda e reputação, com um peso de 30% sobre a nota final do ranking, dividido nas seguintes subcategorias:  Reputation Survey (18%); Research Income (6%); e Research Productivity (6%).

Citation representa a influência da pesquisa da universidade. No THE-World, esse critério não possui subcategoria e tem um peso de 30% da nota final.

International Outlook representa o nível de internacionalização da universidade. No ranking THE-World, esse critério exerce um peso de 7,5% sobre a nota final, dividido nas seguintes categorias: Proportion of international students (2,5%); Proportion of international staff (2,5%); e International collaboration (2,5%).

Industry Income representa a transferência de conhecimento da universidade. No THE-World, esse critério não possui subcategoria e representa 2,5% da nota final.

A UnB e o THE-World

Na edição de 2021[3], a UnB manteve a posição dos anos anteriores (801-1000). Entre as universidades brasileiras que aparecem no estudo, a UnB figura na oitava (8ª) posição, atrás da USP, UNICAMP, UFMG, UFRGS, UFSC, UFS e PUC-Rio. Entre as universidades federais, a UnB ficou em 7º lugar. A UnB demonstrou melhora em todos os índices considerados.  Em 2021, numa escala de 0 a 100, a UnB atingiu os seguintes números: 39,4 em citações, 32,1 em internacionalização, 14,8 em pesquisa, 26,7 em ensino e 41,3 em renda proveniente da indústria, conforme pode ser verificado no Gráfico VI, abaixo.

Fonte: CIG/DAI/DPO - THE


¹https://www.timeshighereducation.com/world-university-rankings

[2] Ensino; Pesquisa; Citações; Nível de Internacionalização; e Renda da Indústria.

[3] Nota metodológica: o indicador Overall  do THE-World apresenta dados individuais apenas para os 100 primeiros colocados. Desse modo, reproduziu-se a metodologia de modo a calcular a nota final calculada da UnB.