O Times Higher Education World University Rankings (THE-World)[1], teve início em 2004, passando por melhorias e aperfeiçoamentos no decorrer dos anos. Seu principal produto, o Ranking Mundial (THE–World), englobou, em sua última versão (2022), mais de 1.500 universidades ao redor do mundo. Esse ranking avalia as universidades por meio da calibragem de 13 indicadores de desempenho, divididos em cinco grandes áreas: Teaching; Research; Citations; International outlook; e Industry Income[2].

  • Teaching: representa o ambiente de aprendizado. O ranking THE-World avalia o ambiente de aprendizado da universidade, com um peso de 30% sobre a nota final do ranking, dividido nas seguintes subcategorias: reputation survey (15%); staff-to-student ratio (4,5%); doctorate-to-bachelor’s rate (2,25%); doctorate’s awarded to academic staff rate (6,0%); institutional income (2,25%).
  • Research: representa a pesquisa da universidade. O ranking THE-World avalia o aspecto de pesquisa em volume, renda e reputação, com um peso de 30% sobre a nota final do ranking, dividido nas seguintes subcategorias: Reputation Survey (18%); Research Income (6%); e Research Productivity (6%).
  • Citation: representa a influência da pesquisa da universidade. No THE-World, esse critério não possui subcategoria e tem um peso de 30% da nota final.
  • International Outlook: representa o nível de internacionalização da universidade. No ranking THE-World, esse critério exerce um peso de 7,5% sobre a nota final, dividido nas seguintes categorias: Proportion of international students (2,5%); Proportion of international staff (2,5%); e International collaboration (2,5%).
  • Industry Income representa a transferência de conhecimento da universidade. No THE-World, esse critério não possui subcategoria e representa 2,5% da nota final.

Na edição de 2022[3] , a UnB classificou-se na faixa de 1001-1200 colocados. Entre as universidades brasileiras que aparecem no estudo, a UnB figura na décima terceira (13ª) posição. Entre as universidades federais, a UnB ficou em 6º lugar. A Universidade de Brasília demonstrou melhora em todos os índices considerados. Em 2022, alcançou 35,00 pontos em citações, 31,50 em internacionalização, 13,00 em pesquisa, 26,20 em ensino e 41,70 em renda proveniente da indústria. Destaca-se que, ao longo dos anos, tem havido considerável ampliação no quantitativo de instituições, quer internacionais, quer nacionais, que participam no ranking.

A evolução da Universidade de Brasília, entre as universidades mundiais, nacionais e federais, pode ser verificada nas figuras abaixo.

 

 

 

 

A figura a seguir representa a evolução das notas alcançadas pela UnB em cada um dos indicadores avaliados pelo THE-World.

 

 


[1] www.THE.com

[2] Ensino; Pesquisa; Citações; Nível de Internacionalização; e Renda da Indústria.

[3] Nota metodológica: o indicador Overall do THE-World apresenta dados individuais apenas para os 100 primeiros colocados. Desse modo, reproduziu-se a metodologia de modo a calcular a nota final calculada da UnB.